A utilização de processos midiáticos na escola: um olhar redimensionador na interface comunicação-educação “O Programa Veja na Sala de Aula”, por Regiane Regina Ribeiro. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Link para download. 

RESUMO/ABSTRACT

Essa tese de doutoramento dá continuidade aos estudos realizados no mestrado, agora com busca direcionada a descobertas sobre como uma produção midíática pode influenciar uma experiência de aprendizagem. Deve-se ressaltar que, embora voltado para o ambiente de sala de aula, não se trata de um projeto de educação. Pretende-se analisar a importância da ação comunicativa como estratégia no desenvolvimento de habilidades e competências no processo educacional. Em um primeiro momento, analisou-se a comunicação em sala de aula e pôde-se verificar que, na maioria das vezes, essa comunicação apresentava características muito 14 prejudiciais ou mesmo retardadoras para o aprendizado: simplificação excessiva da comunicação, ausência de elementos culturais, modelo linear e caráter mecanicista. Nesse sentido, a pesquisa busca analisar as ações comunicativas e relacioná-las com as características citadas anteriormente. Tendo como objeto de estudo o Programa Veja na Sala de Aula uma parceria entre a Editora Abril e Fundação Vitor Civita cujo intuito é levar os fatos do Brasil e do Mundo, através da mídia impressa, para a escola. A tese pretendeu discorrer sobre a importância da inserção de mídias no ambiente da sala de aula, propondo uma análise crítica sobre os conteúdos do suplemento GUIA DO PROFESSOR, veículo de comunicação dirigida produzido por educadores brasileiros que avaliam textos da revista Veja e os transformam em atividades de aula sintonizadas com as novas correntes pedagógicas em todas as disciplinas propostas pela grade curricular do Ensino Médio. O Guia apresenta, ainda, exercícios, temas para debates, textos de apoio e experiências, além de sugestões de bibliografia, filmografia e sites. Para desenvolvimento da análise foram utilizadas teorias relacionadas à interface Comunicação/Educação, abordando conceitos de Complexidade, Dialogismo e Diversidade Cultural presentes nas obras de autores como BAKTHIN, MORIN, FREIRE, PINHEIRO, CANCLINI , BARBERO, entre outros. A análise apresentada no final da pesquisa permite concluir que a premissa inicial do estudo confirmou-se: a introdução de mídias não convencionais para uso didático nas escolas constitui valioso instrumental para auxiliar o processo de aprendizagem, pois, se usada corretamente, aumenta a complexidade da comunicação e promove maior contato com a diversidade e elementos externos ao ambiente escolar. Além disso, facilita a atuação do professor, principalmente aqueles que, por diferentes motivos, não dispõem de tempo ou condições para reciclar seu desempenho profissional.