No dia 15 de março, a Escola de Gente – Comunicação em Inclusão deu largada no projeto Agentes de Promoção da Acessibilidade 2016. Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade abriram o evento de boas-vindas aos/às novos/as Agentes com um divertido festival de esquetes sobre discriminação.

foto (crédito Virgínia Nuñez) foi tirada no palco, no dia do lançamento das turmas do APA BR, com dezenas de pessoas, entre homens e mulheres, jovens, parceiros/as e equipe da Escola de Gente

A formação para se tornar um Agente de Promoção da Acessibilidade é ampla e focada no tema da acessibilidade a comunicação. Ao todo, as duas turmas, na Rocinha e no Caju, receberão 90 horas de formação em conteúdos de inclusão e direitos humanos.  Mais de 60 jovens estão inscritos/as no curso. Ao final dele, estarão preparados/as para agir sempre que os direitos à comunicação, participação e inclusão de pessoas, com e sem deficiência, forem ameaçados ou violados. O projeto tem patrocínio da Petrobras e conta com a parceria da Associação Nacional dos Procuradores da República, o Ministério Público do Trabalho, a Fundação Pedro Jorge, o Oi Futuro, entre outras organizações.

O encontro de lançamento das turmas de 2016 foi realizado no auditório da Biblioteca Parque da Rocinha e reuniu Agentes de Promoção da Acessibilidade participantes do projeto em anos anteriores, que puderam contar suas experiências, como jovens já formados pela Escola de Gente, para os jovens que serão formados/as em 2016. O encontro contou ainda com a presença dos/as mobilizadores/as locais e parceiros/as do projeto, com representantes da Petrobras, do Ministério Público do Trabalho, da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, do Conselho Estadual para a Política de Integração da Pessoa com Deficiência, do Comitê Olímpico 2016 e da empresa ManPower.

Escola de Gente trabalha com o conceito de empregabilidade inclusiva

Uma das metas do projeto Agentes de Promoção da Acessibilidade é o encaminhamento de jovens para o mercado de trabalho, por isso a ManPower participou do lançamento das novas turmas e na ocasião recebeu diversos currículos de Agentes de Promoção da Acessibilidade formados em turmas passadas, com o objetivo de avaliá-los. A empresa está interessada na formação específica em inclusão e acessibilidade oferecida pelo projeto, e que inclui noções de Libras, audiodescrição e legislação inclusiva, entre outros conteúdos que dão a dimensão do que a Escola de Gente chama de empregabilidade inclusiva.