Relógios analógicos sobrepostos

Pais têm revelado a necessidade de resgatar a autoestima de suas crianças, pelo “simples” motivo de que elas vêm sendo abaladas pelos processos educacionais que não respeitam o tempo de cada uma aprender e tentam praticar a inclusão pela força. Isso só piora as coisas, afinal a criança precisa de um tempo ou de uma personalização para a sua aprendizagem. As escolas passaram a não respeitar as crianças em suas diversidades de aprender e de serem crianças. Essas escolas antecipam cobranças excessivas em forma de testes, simulados e relações competitivas e pouco solidárias, excluindo da escola a alegria de aprender. Daí termos crianças e jovens sendo, a todo tempo, cobrados, amedrontados, infelizes e pouco estimulados a estudar, apresentando altos índices de repetência e abandono dos estudos no Ensino Fundamental e Médio.

As necessidades emocionais e as dificuldades de aprendizagem podem se manifestar em crianças, jovens e adultos sem e com deficiência. Por isso a necessidade de acompanhamento psicológico pode surgir a qualquer momento porque a saúde mental ocupa primeiro lugar na saúde global do indivíduo. Cuidar da saúde mental significa prevenir a somatização, já que a saúde mental está relacionada ao bem viver e ao equilíbrio de todas as atividades.

O Centro de Terapias Integradas à Arte, que funciona na Tijuca, foi feito para atender qualquer criança ou jovem com necessidades educativas ou com alguma deficiência estabelecida. Ele funciona no Espaço Cultural Tocando em Você (ECTV) considerado a 1ª Escola de Arte Inclusiva do Brasil. O ECTV foi criado pelo Grupo Educart que, há 29 anos, trabalha na construção de uma sociedade inclusiva e solidária, integrando arte, terapias e educação. A alquimia de projetos realizados pelo Educart transforma muitas vidas, através da Musicoterapia rompendo barreiras emocionais em busca de realização pessoal; do aprendizado de instrumentos musicais pela metodologia desenvolvida por musicoterapeutas e músicos para deficientes, com abordagem especial para deficiência auditiva e visual; do Coral Especial TOCAR-TE para crianças, adolescentes e adultos especiais; da Arteterapia que a partir da experiência com cores, formas, materiais e sensações possibilita o resgate da auto-estima e a realização pessoal; da Dançaterapia que reeduca as capacidades perceptivas e expressivas do corpo através da integração postural, do relaxamento, do alongamento; do Teatroterapia que trabalha terapeuticamente as relações pessoais, familiares e sociais; da Psicologia que estimula a integração, criação e produtividade através do fortalecimento psicoemocional; da Fonoaudiologia que aprimora os processos de comunicação; da Psicomotricidade/ Fisioterapia que libera as atividades psicomotoras fundamentais para formação das estruturas cognitivas, afetivas e sociais da criança; da Psicopedagogia que desperta a auto-confiança para superação de dificuldades de aprendizagem.

O Centro de Terapias também atende a empresas em programas de prevenção e saúde, a casos específicos de distúrbios de aprendizagem e comportamento, de deficiências psicomotoras, deficiências mentais, distúrbios emocionais e, também, a surdos e deficientes visuais. “O Tocando em Você tem como grande objetivo a utilização da arte como caminho de recuperação e integração à sociedade. A partir do momento que nossos alunos seguem todo um plano terapêutico de acordo com o problema que enfrentam, as modalidades artísticas passam a serem alicerces para o amadurecimento intelectual, emocional e social deles”, conclui Regina Lucia Colucci, musicoterapeuta e Diretora do Centro de Terapias Integradas à Arte do ECTV