A Semana de Ação Mundial pela Educação (SAM) começou no dia 22 em diversos países e segue até o próximo dia 28. Neste período e também durante o mês de maio, serão realizadas atividades com o objetivo de chamar atenção sobre o direito à educação na primeira infância, visto que o tema escolhido neste ano foi ‘Direitos desde o princípio: Educação e cuidado da primeira infância já!’. A SAM é organizada pela Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (Clade).

Na América Latina, países como Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia e Peru já têm uma programação montada com diversas atividades organizadas por coalizões pelo direito à educação. As ações buscarão animar os estados a cumprirem com seus compromissos relacionados ao direito à educação na primeira infância.

De acordo com a Clade, estas ações são necessárias, pois a educação de meninos e meninas de zero a cinco anos continua sendo “um dos assuntos mais descuidados em matéria de políticas educativas”. Apesar da ratificação de convenções e tratados internacionais que se comprometem com a educação na infância, os direitos destes pequenos continuam recebendo atenção insuficiente.

Para despertar os governos para esta realidade, a Campanha Argentina pelo Direito à Educação (Cade) promoverá atividades como a impressão de folhetos e cartazes para divulgar o tema da SAM. Também serão distribuídas folhas pré-desenhadas para que as crianças façam “o grande desenho”. Nesta atividade os pequenos serão estimulados a passar para o papel as situações em que se sentem cuidados. Outra ação será a criação de murais sobre situações de cuidado com as crianças.

Na Bolívia, de 22 a 28 serão realizadas ações como o Fórum Nacional sobre a Arte da Educação na Primeira Infância, dia 25, em La Paz, Oruro, Cochabamba e outros departamentos. A Campanha Boliviana pelo Direito à Educação também está preparando apresentações artísticas em várias regiões do país, assim como encontros com autoridades nacionais, departamentais e municipais para debater a educação na primeira infância.

No Brasil a programação acontece em maio, quando serão trabalhados os temas: identidade e concepção da educação de crianças, modelo de atendimento a esse direito, importância do financiamento público para a educação e cuidados para a primeira infância, e a educação de crianças potencialmente discriminadas.

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação pretende desenvolver duas ações. Uma de incidência política em Brasília, a capital federal, entre 22 e 24 de maio, e outra lúdica, com a presença de crianças, adultos e representantes do Governo. Nesta ocasião, os pequenos também vão realizar “o grande desenho” para mostrar as necessidades ao desenvolvimento e crescimento da primeira infância.

Já a Coalizão Colombiana pelo Direito à Educação vai transformar abril no “Mês da infância e da não discriminação”. Neste contexto, serão realizados artigos para a imprensa, material de comunicação, vídeos, programas para rádio, debates, um fórum nacional em Bogotá e o envio de uma carta aos governos locais e secretarias de educação chamando as autoridades a incluírem o tema da primeira infância nos planos de desenvolvimento, focando a perspectiva de direitos e não discriminação.

As atividades preparadas para acontecer no Peru de 22 a 28 de abril também vão envolver as crianças. Meninos e meninas de creches, centros de educação inicial ou primária e de grupos de educação formal vão preparar “a grande imagem”. Por meio de fotos, pinturas ou desenhos elas vão mostrar cenas relacionadas com sua realidade educativa.

Mais informações sobre a SAM no http://www.globalactionweek.org/

Fonte: Adital