Logotipo da Fundação Jêrome Lejeune.O laboratório NovAliX anunciou que estabelecerá uma parceria para colaboração em pesquisas sobre síndrome de Down com a Fundação francesa Jêrome Lejeune.

O laboratório usará seus conhecimentos e capacidades em química medicinal e biologia estrutural para desenvolver uma pequena molécula que poderá afetar a síntese de beta-cistationina (CBS). A inibição de CBS que existe em maior quantidade em pessoas com sídrome de Down tem sido associada com a restauração de comprometimento cognitivo em modelos animais que apresentam a trissomia.

“Estamos entusiasmados para avançar com os nossos programas de pesquisa para o tratamento da trissomia 21, tirando proveito da especialidade do NovAlix no desenho de estrutura de medicamentos e capacidade de trabalhar com metodologias de última geração”, disse o Dr. Henri Bléhaut, Diretor Científico da Fundação Jérôme Lejeune.

Stephan Jenn, presidente da NovAliX, disse: “estamos muito satisfeitos em investigar uma abordagem nova de pesquisa em síndrome de Down (trissomia 21) e apoiar a Fundação Jérôme Lejeune em seus esforços para melhorar a qualidade de vida das pessoas com síndrome de Down”.

Sobre a síndrome de Down (Trissomia 21)
Trissomia 21, é a mais comum de deficiência genética intelectual, produzindo deficiência intelectual em níveis variados. É causada por uma irregularidade cromossômica: Enquanto a maioria dos seres humanos têm 46 cromossomos divididos em 23 pares, na Trissomia 21 as pessoas têm um terceiro cromossomo adicionado ao par 21. O cromossomo extra produz uma superabundância de elementos químicos, causando desequilíbrios funcionais por todo o corpo. Agora sabemos como tratar e curar muitas questões de saúde associadas a trissomia 21, mas ainda precisamos combater as causas da deficiência intelectual.

A Fundação Jérôme Lejeune
Criada em 1996 e reconhecida como sendo de Interesse Público, a Fundação Jérôme Lejeune trabalha na pesquisa de genética em deficiência intelectual: Trissomia 21 (Síndrome de Down), síndrome de “Cri du chat”, Síndrome do X Frágil, monossomias … A fim de encontrar um tratamento no futuro para curar pacientes com deficiências intelectuais, a Fundação Jérôme Lejeune financia cerca de 40 programas de pesquisa em todo o mundo a cada ano. Na França, é o maior provedor de fundos para pesquisas sobre Trissomia 21 (Síndrome de Down). A Fundação também criou o Instituto Jérôme Lejeune considerado como o principal elo entre pacientes e pesquisas de doenças genéticas da inteligência. O instituto oferece consultas médicas especializadas para a deficiência intelectual genética: diagnóstico, tratamento, prevenção de deficiências múltiplas, informação às famílias e formação profissional. A Fundação Jérôme Lejeune é totalmente mantida por doações privadas. Esta colaboração com NovAliX ocorre através do programa CiBleS21.

Sobre NovAliX
O laboratório NovAliX desenvolve tecnologias de base química e biofísica para apoiar as necessidades da indústria farmacêutica da descoberta à fabricação. Com tecnologia SPR, cristalografia de raios X de proteínas, espectrometria de massa e química supramolecular, o NovAliX oferece serviços integrados abrangentes para a descoberta de pequenas moléculas de drogas. Com avançadas tecnologias de RMN, o NovAliX fornece caracterização de produtos biológicos, análise minuciosa de APIs e estudos de polimorfismo para apoiar o desenvolvimento farmacêutico e equipes de fabricação. O NovAliX Group, uma equipe de 120 cientistas, está localizado em Strasbourg-Illkirch (França) e Heidelberg (Alemanha).