Educação e informática - imagem de uma pessoa diante de um computador de onde saem dois braços apontando o conteúdo dentro de um livro.

Por Pablo Peixoto

O Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCT), através da sua área de Gestão da Produção, atua em projetos visando a inclusão de crianças autistas na Rede Pública de Ensino. Essas iniciativas provam que, através do diagnóstico precoce aliado a tecnologias educacionais específicas, a qualidade de vida dessas crianças pode ser melhorada .

A criação de brinquedos educativos é um dos pontos desenvolvidos pelo INT voltado aos alunos com autismo, realizados pela área de Gestão da Produção junto com a área de Desenho Industrial, responsável pelo design de cada peça. As cores, formas, texturas, movimentos, sequências lógicas, múltiplas linguagens, sons e materiais facilitam a ativação do sistema perceptivo-motor da criança com autismo, explica o tecnologista Saul Mizrahi, doutor em engenharia de produção, com foco na gestão estratégica multicultural aplicada a instituições de ensino.

Segundo o site do Ministério da Ciência e Tecnologia , além dos professores, o projeto abrange a capacitação de psicomotricistas, psicólogos, fonoaudiólogos, pedagogos e familiares dos alunos com autismo. A troca de experiências e a orientação multidisciplinar envolvem desde a higiene pessoal até os estímulos para a comunicação, descreve Mizrahi.

________________

Fonte: Geek/Yahoo