Roda de jovens de mãos dadas em uma sala ampla
Roda de jovens de mãos dadas em uma sala ampla

Oficinas de Arte e Inclusão da Escola de Gente são coordenadas pelo grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro e Mobilização pela Diversidade, envolvem dezenas de profissionais, formam 35 jovens artistas com um olhar inclusivo e dão origem a um novo espetáculo teatral totalmente acessível, o Um amigo diferente?, que entrará em cartaz em junho de 2011 no Teatro Oi de Botafogo. Tatá Werneck, VJ da MTV, idealizadora e fundadora de Os Inclusos e os Sisos, deu aulas de improvisação teatral nas Oficinas de Arte e Inclusão da Escola de Gente, compartilhando sua expertise em comédia.

O projeto Um amigo diferente? tem patrocínio da MRS Logística e da White Martins por meio do apoio da Lei de Incentivo Fiscal do Ministério da Cultura. O objetivo do projeto é criar e apresentar no Brasil um espetáculo infanto-juvenil com todas as acessibilidades previstas em lei: audiodescrição, intérprete de língua de sinais brasileira, subtitulação eletrônica e programas em braile, entre outras. O texto é inspirado na obra infantil de Claudia Werneck, Um amigo diferente?, publicada pela WVA editora no ano de 1995 e traduzida para o espanhol e o inglês.

A Escola de Gente segue fortalecendo a juventude como formadora e multiplicadora de uma sociedade inclusiva, como prevê o seu Programa de Juventude pela Inclusão, o JUV.IN. Das Oficinas de Arte e Inclusão sairão novos(as) atores, atrizes, assistentes de direção, de luz e de cenário que integrarão o novo espetáculo.

Resultado das Oficinas – 75 jovens artistas com e sem deficiência inscritos(as); 35 selecionados(as); 11 Oficinas de Arte e Inclusão realizadas de novembro a dezembro de 2010; 105 publicações da Escola de Gente distribuídas em formatos acessíveis e 83 horas de formação até dezembro de 2010. Dos(as) 35 jovens artistas que participaram da primeira etapa, 14 foram convidados(as) para a segunda fase das Oficinas de Arte e Inclusão, iniciadas em janeiro. Dos 14, 10 passarão a integrar o novo espetáculo da Escola de Gente com estreia marcada para julho de 2010 no teatro Oi, em Botafogo, no Rio.

Jovens reeditores(as) – O processo de criação do novo espetáculo envolve os cinco jovens que fundaram e mantiveram o projeto Os Inclusos e os Sisos de 2003 a 2011 e que agora, cada vez mais, se dedicam a formar outra geração de jovens artistas com sensibilidade e conteúdo para levar o tema da inclusão para a cultura. Diego Molina, ator e dramaturgo, é diretor e autor da peça, com a supervisão de Bosco Brasil. Marcos Nauer, ator, coordena as Oficinas e faz a assistência de direção. O ator Bruno Perlatto, também integrante da primeira formação de Os Inclusos e os Sisos, fará o figurino. Natalia Simonete é a coordenadora do projeto. Os atores Fabio Nunes e Victor Albuquerque, que foram selecionados em 2009 na segunda formação do grupo, também participaram das oficinas apoiando artística e logisticamente todo o processo.

Seleção artística – Os(as) jovens foram selecionados(as) para as Oficinas de Arte e Inclusão a partir de uma convocação pública. As formações aconteceram nos meses de novembro e dezembro de 2010 no Centro Cultural Carioca, no Centro do Rio de Janeiro. Nestes encontros, os(as) jovens aprenderam novos conteúdos sobre inclusão, acessibilidade e não-discriminação relacionando-os com a prática cultural, seja como ator/atriz, figurinista, dramaturgo(a), iluminador(a) e outras profissões desta área.

Reflexão e conteúdo – O objetivo é que os(as) participantes experimentassem impasses e encontrassem soluções para sempre garantir o direito à participação e à comunicação de pessoas com deficiência em espetáculos de teatro. As aulas também tiveram a participação de especialistas convidados(as), como: o diretor Moacir Chaves; a preparadora corporal Duda Maia; a dramaturga Julia Spadaccini; a atriz Suzana Saldanha; o cenógrafo Sérgio Marimba; a audiodescritora Nara Monteiro e o intérprete da Língua de Sinais Brasileira, Jadson Abraão.

Oficina Inclusiva – Claudia Werneck e os(as) Oficineiros(as) da Inclusão, Danielle Basto e Bruno Perlatto, realizaram uma Oficina Inclusiva – metodologia criada pela Escola de Gente – para a juventude que está sendo formada pelas Oficinas de Arte e Inclusão. As Oficinas Inclusivas foram premiadas como uma das ideias inovadoras pelo Prêmio Ashoka McKinsey 2002 e são consideradas uma tecnologia social por seu baixo custo, sua replicabilidade e sua capacidade de transformação social.

Encerrar para recomeçar – Para o encerramento da primeira fase, em dezembro de 2010, os(as) jovens apresentaram em um evento especial algumas esquetes criadas a partir de exercícios nas Oficinas de Arte e Inclusão. Receberam os certificados de participação das mãos de Elaine Sperb, gerente corporativa de responsabilidade social, e Fátima Aleixo, analista de relações trabalhistas e sociais, ambas da MRS Logística, e de Daniela Melina, responsável pela assessoria de imprensa da White Martins. A cerimônia de formatura aconteceu no dia 21 de dezembro, na Escola Estadual de Teatro Martins Pena, com a presença de Claudia Werneck e Hércules Soares, superintendente financeiro da Escola de Gente. O evento contou com intérprete da Libras.

Acessibilidade física – As oficinas aconteceram no Centro Cultural Carioca, localizado no Centro do Rio de Janeiro. O local foi escolhido por sua localização, facilitando o acesso das pessoas que moram nas áreas mais distantes e por possuir acessibilidade para pessoas com deficiência.

Fonte: Escola de Gente