Descrição do logotipo: letra "K" em sombra sobre um círculo e o texto: Instituto Olga Kos - inclusão cultural.

O Ponto de Cultura Olga Kos em parceria com o Centro da Cultura Judaica promove durante o mês de Outubro o 1° Encontro Olga Kos de Inclusão Cultural, com o tema Igualdade pela Arte: Um caminho para inclusão. Nos dias 08, 15, 22 e 29 serão realizadas palestras e oficinas gratuitas abordando temas ligados à arte e cultura. No primeiro dia do evento o público terá a oportunidade de participar da oficina “Flores de Papel” e aprender a arte delicada e graciosa da artista plástica Isabelle Tuchband, filha do pintor francês Émile Tuchband.“Escolhi as flores por representarem a idéia daquilo que floresce”, diz Isabelle. “Serão momentos lúdicos e de integração, com respeito às diferenças.”

O evento, patrocinado pelo Prêmio Areté, do Ministério da Cultura, tem o intuito de promover a troca de saberes entre produtores culturais, pessoas com deficiência intelectual e o público em geral. “Um encontro como este permite nos colocar no lugar do outro e perceber a potência e a capacidade de agir e transformar dos portadores de deficiência. E no caso deste trabalho de inclusão ser feito pelo Instituto Olga Kos, esta potência se realiza com afeto, contentamento e arte”, afirma Célio Turino, ex-secretário de Cidadania Cultural do MinC, que fará a abertura da programação com a palestra “Sustentabilidade nos Pontos de Cultura”.

Inscrições e informações sobre o evento poderão ser feitas pelo telefone (11) 3081-9300 na sede do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural.

Programação

DIA 08 DE OUTUBRO

PALESTRA – 15 horas – Sustentabilidade nos Pontos de Cultura
Célio Turino foi secretário de Cidadania Cultural do MinC, até
março de 2010, após seis anos à frente do Programa Cultura Viva.
Historiador, administrador cultural e autor de ensaios e livros. Em sua
palestra fará um relato de suas viagens aos Pontos de Cultura.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 50 pessoas

OFICINA – 16 horas – Flores de Papel
Oficina de Isabelle Tuchband filha do pintor francês Émile Tuchband.
Em 1988 estudou artes na École des Arts Décoratifs, no Museu do
Louvre, em Paris, França. Verena Matzen recebeu prêmio de jovem
talento Michelangelo de Pintura São Paulo, Brasil (1994).
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 15 pessoas

DIA 15 DE OUTUBRO

PALESTRA – 15 horas – Co-existência
Mara Gabrilli é publicitária, psicóloga, vereadora da Câmara Municipal
de São Paulo. Fundou em 1997 o Instituto Mara Gabrilli. A ONG apóia
atletas com deficiência. Sua palestra será acerca da co-existência entre
vidas de pessoas com e sem algum tipo de deficiência.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 50 pessoas

OFICINA – 16 horas – Ecobags
Marcia Carvalho é pedagoga e faz parte da equipe do Instituto Olga Kos,
além de atuar como professora de educação infantil no colégio Oswald
de Andrade. Nilton Knabben é artista plástico do Instituto Olga Kos
e juntos darão oficina sobre criação sacolas de compras.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 15 pessoas

DIA 22 DE OUTUBRO
PALESTRA – 15 horas – Diversidade
Sonia Casarin é Psicóloga, Doutora em Psicologia Clínica, ideali-
zadora e Diretora do S.O.S. Down – Serviço de Orientação sobre
Síndrome de Down. Com vasta experiência na área da deficiência
intelectual, Sônia proferirá palestra sobre a diversidade humana.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 50 pessoas

OFICINA – 16 horas – Livro Curupira: O Protetor das Matas
Ricardo Santos é Psicólogo, Coordenador do Centro de Convivência
Movimento, Diretor do Ponto de Cultura Unimultiplicidade e
Coordenador do Projeto Contos e Lendas Brasileiros, fará em sua
oficina uma breve introdução ao método de cartelas pictográficas
como instrumento de trabalho na confecção do livro.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 15 pessoas

DIA 29 DE OUTUBRO
PALESTRA – 15 horas – A arte e a comunicação entre os homens
O palestrante Jacob Klintowitz é um dos mais respeitados críticos
de artes plásticas do Brasil. O primeiro profissional do País na produ-
ção de livros de arte. Jornalista, editor de arte, designer editorial.
É autor de mais de 90 livros sobre teoria de arte brasileira e ficção.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 50 pessoas

OFICINA – 16 horas – Pintou a Síndrome do Respeito
Silvana Gualda é artista plástica e curadora do Instituto Olga Kos.
Oferecerá em sua oficina técnicas de artistas contemporâneos como
Inácio Rodrigues, Gustavo rosa, Eduardo Iglesias, entre outros.
Público Alvo: entre 10 e 60 anos
Capacidade: até 15 pessoas

Sobre o instituto

O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que atua nacionalmente, desde 2007, com promoção, divulgação e participação em atividades culturais de diversas áreas, contribuindo com a educação, inclusão social, cultural, esportiva e geração de renda para pessoas com deficiência intelectual.

Dentre os projetos do Instituto Olga Kos estão o “Resgatando Cultura”, que contempla a exposição e a publicação de livros de arte sobre a obra de artistas plásticos contemporâneos, as Oficinas de Arte do programa “Pintou a Síndrome do Respeito” e os projetos de “Karatê e Taekwondo”, criados para promover a inclusão sociocultural de crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual.

Cada projeto conta com uma equipe técnica especializada formada por artistas plásticos, educadores, pedagogos, psicólogos e pediatras, além do apoio das instituições especializadas de assistência a pessoas com deficiência intelectual parceiras.