*COMO MONITORAR SALAS DE AULA?*
*(Managing classrooms)*
**
página 80 do Guia para Professores da UNESCO (Undertstanding and Responding
to Chldren´s Needs in Inclusive Classrooms)
* *
* *
*www.unesco.org*
* *
* *
traduzido do inglês e digitado por Maria Amelia Vampré Xavier, da Rede de
Informações sobre Deficiências e Programa Futuridade da SEADS – Secretaria
Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, FENAPAEs,
Brasília (Diretoria para Assuntos Internacionais), Rebrates, SP, Carpe Diem,
SP, Sorri Brasil, SP, Inclusion InterAmericana e Inclusion International em
16 de janeiro, 2010.
* *
* *
Temos percebido, pela reação positiva de amigos, professores muitos deles,
que recebem nossos emails diários, que os professores recebem muito bem
sugestões e dicas que possam ajudá-los a tornar as suas salas de aula
receptivas e calorosas. Isso nos encoraja a continuar a divulgar na medida
do possível material informativo que possa por algum motivo não ter chegado
antes a esses professores, estejam onde for. Vamos dar dicas, da UNESCO,
claro, para ajudar a tornar isso possível.
Dica de Professora: Trouxe um tapetinho de casa. As crianças gostam de
ficar sentadas nele quando estão lendo no cantinho dos livros.
“*A disposição das salas de aula pode ajudar ou dificultar o aprendizado das
crianças. Talvez não haja muitas coisas que o professor possa fazer para
mudar sua sala de aula, mas aqui vão algumas idéias:*
* *
*Crianças com deficiência precisam sentar perto do professor(a) e do quadro
negro.*
* *
*Procurem arrumar a sala de maneira que as crianças possam movimentar-se
livremente, especialmente se teem problemas de mobilidade ou de visão. Da
mesma forma, algumas crianças podem precisar de luz extra, enquanto algumas
podem ter olhos sensíveis à luz.*
* *
*As carteiras ou mesas das crianças podem ser dispostas em grupos a fim de
que possam trabalhar juntas com facilidade e se ajudarem umas às outras.*
* *
*Se o espaço permitir, procurem reservar uma área da sala de aula a fim de
que vocês possam trabalhar com certas crianças na base de um um-para-um ou
em grupos pequenos, por períodos curtos. Esta área poderia ser separada por
um biombo, usando um biombo removível, a fim de reduzir distrações que as
crianças possam ter.*
* *
*Mantenham uma variedade de atividades que as crianças possam realizar se
tiverem completado seu trabalho antes dos outros. Isto pode incluir uma
pequena biblioteca com livros, folhas de trabalho e jogos.*
* *
*Gráficos com dados, etc. bem como cartazes devem ser colocados ao nível dos
olhos das crianças, em vez de alto nas paredes. Utilizem escrita grande,
gravuras e símbolos a fim de que sejam vistos e compreendidos facilmente por
todas as crianças. Vocês podem usar texturas diferentes e objetos
verdadeiros para serem tocados, a fim de ajudar crianças com dificuldades
visuais.*
* *
*Uma parte do aprendizado será mais bem realizada fora das salas de
aula. Utilizar
dinheiro para comprar alimento pode ser feito como simulação na sala de
aula, mas será ainda melhor se as crianças tiverem a oportunidade de
praticar em ambientes verdadeiros. Da mesma forma, lições acerca de plantas
e animais podem ser dadas no terreno da escola ou em fazendas vizinhas.*
* *
*Crianças com limitações visuais e de audição podem achar mais difícil
aprender se as classes forem realizadas ao ar livre. As escolas podem ter
de providenciar salas adequadas se tiverem criança assim em suas classes,
especialmente quando as crianças estão apenas começando a ir para a escola.**COMO MONITORAR SALAS DE AULA?*
*(Managing classrooms)*
**
página 80 do Guia para Professores da UNESCO (Undertstanding and Responding
to Chldren´s Needs in Inclusive Classrooms)
* *
* *
*www.unesco.org*
* *
* *
traduzido do inglês e digitado por Maria Amelia Vampré Xavier, da Rede de
Informações sobre Deficiências e Programa Futuridade da SEADS – Secretaria
Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, FENAPAEs,
Brasília (Diretoria para Assuntos Internacionais), Rebrates, SP, Carpe Diem,
SP, Sorri Brasil, SP, Inclusion InterAmericana e Inclusion International em
16 de janeiro, 2010.
* *
* *
Temos percebido, pela reação positiva de amigos, professores muitos deles,
que recebem nossos emails diários, que os professores recebem muito bem
sugestões e dicas que possam ajudá-los a tornar as suas salas de aula
receptivas e calorosas. Isso nos encoraja a continuar a divulgar na medida
do possível material informativo que possa por algum motivo não ter chegado
antes a esses professores, estejam onde for. Vamos dar dicas, da UNESCO,
claro, para ajudar a tornar isso possível.
Dica de Professora: Trouxe um tapetinho de casa. As crianças gostam de
ficar sentadas nele quando estão lendo no cantinho dos livros.
“*A disposição das salas de aula pode ajudar ou dificultar o aprendizado das
crianças. Talvez não haja muitas coisas que o professor possa fazer para
mudar sua sala de aula, mas aqui vão algumas idéias:*
* *
*Crianças com deficiência precisam sentar perto do professor(a) e do quadro
negro.*
* *
*Procurem arrumar a sala de maneira que as crianças possam movimentar-se
livremente, especialmente se teem problemas de mobilidade ou de visão. Da
mesma forma, algumas crianças podem precisar de luz extra, enquanto algumas
podem ter olhos sensíveis à luz.*
* *
*As carteiras ou mesas das crianças podem ser dispostas em grupos a fim de
que possam trabalhar juntas com facilidade e se ajudarem umas às outras.*
* *
*Se o espaço permitir, procurem reservar uma área da sala de aula a fim de
que vocês possam trabalhar com certas crianças na base de um um-para-um ou
em grupos pequenos, por períodos curtos. Esta área poderia ser separada por
um biombo, usando um biombo removível, a fim de reduzir distrações que as
crianças possam ter.*
* *
*Mantenham uma variedade de atividades que as crianças possam realizar se
tiverem completado seu trabalho antes dos outros. Isto pode incluir uma
pequena biblioteca com livros, folhas de trabalho e jogos.*
* *
*Gráficos com dados, etc. bem como cartazes devem ser colocados ao nível dos
olhos das crianças, em vez de alto nas paredes. Utilizem escrita grande,
gravuras e símbolos a fim de que sejam vistos e compreendidos facilmente por
todas as crianças. Vocês podem usar texturas diferentes e objetos
verdadeiros para serem tocados, a fim de ajudar crianças com dificuldades
visuais.*
* *
*Uma parte do aprendizado será mais bem realizada fora das salas de
aula. Utilizar
dinheiro para comprar alimento pode ser feito como simulação na sala de
aula, mas será ainda melhor se as crianças tiverem a oportunidade de
praticar em ambientes verdadeiros. Da mesma forma, lições acerca de plantas
e animais podem ser dadas no terreno da escola ou em fazendas vizinhas.*
* *
*Crianças com limitações visuais e de audição podem achar mais difícil
aprender se as classes forem realizadas ao ar livre. As escolas podem ter
de providenciar salas adequadas se tiverem criança assim em suas classes,
especialmente quando as crianças estão apenas começando a ir para a escola.*
Logotipo da UNESCO
Logotipo da UNESCO

*(Managing classrooms)*

página 80 do Guia para Professores da UNESCO (Undertstanding and Responding
to Chldren´s Needs in Inclusive Classrooms)
traduzido do inglês e digitado por Maria Amelia Vampré Xavier, da Rede de
Informações sobre Deficiências e Programa Futuridade da SEADS – Secretaria
Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, FENAPAEs,
Brasília (Diretoria para Assuntos Internacionais), Rebrates, SP, Carpe Diem,
SP, Sorri Brasil, SP, Inclusion InterAmericana e Inclusion International em
16 de janeiro, 2010.
Temos percebido, pela reação positiva de amigos, professores muitos deles,
que recebem nossos emails diários, que os professores recebem muito bem
sugestões e dicas que possam ajudá-los a tornar as suas salas de aula
receptivas e calorosas. Isso nos encoraja a continuar a divulgar na medida
do possível material informativo que possa por algum motivo não ter chegado
antes a esses professores, estejam onde for. Vamos dar dicas, da UNESCO,
claro, para ajudar a tornar isso possível.
Dica de Professora: Trouxe um tapetinho de casa. As crianças gostam de
ficar sentadas nele quando estão lendo no cantinho dos livros.
“*A disposição das salas de aula pode ajudar ou dificultar o aprendizado das
crianças. Talvez não haja muitas coisas que o professor possa fazer para
mudar sua sala de aula, mas aqui vão algumas idéias:*
* *
*Crianças com deficiência precisam sentar perto do professor(a) e do quadro
negro.*
* *
*Procurem arrumar a sala de maneira que as crianças possam movimentar-se
livremente, especialmente se teem problemas de mobilidade ou de visão. Da
mesma forma, algumas crianças podem precisar de luz extra, enquanto algumas
podem ter olhos sensíveis à luz.*
* *
*As carteiras ou mesas das crianças podem ser dispostas em grupos a fim de
que possam trabalhar juntas com facilidade e se ajudarem umas às outras.*
* *
*Se o espaço permitir, procurem reservar uma área da sala de aula a fim de
que vocês possam trabalhar com certas crianças individualmente  ou
em grupos pequenos, por períodos curtos. Esta área poderia ser separada por
um biombo, usando um biombo removível, a fim de reduzir distrações que as
crianças possam ter.*
* *
*Mantenham uma variedade de atividades que as crianças possam realizar se
tiverem completado seu trabalho antes dos outros. Isto pode incluir uma
pequena biblioteca com livros, folhas de trabalho e jogos.*
* *
*Gráficos com dados, etc. bem como cartazes devem ser colocados ao nível dos
olhos das crianças, em vez de alto nas paredes. Utilizem escrita grande,
gravuras e símbolos a fim de que sejam vistos e compreendidos facilmente por
todas as crianças. Vocês podem usar texturas diferentes e objetos
verdadeiros para serem tocados, a fim de ajudar crianças com dificuldades
visuais.*
* *
*Uma parte do aprendizado será mais bem realizada fora das salas de
aula. Utilizar dinheiro para comprar alimento pode ser feito como simulação na sala de
aula, mas será ainda melhor se as crianças tiverem a oportunidade de
praticar em ambientes verdadeiros. Da mesma forma, lições acerca de plantas
e animais podem ser dadas no terreno da escola ou em fazendas vizinhas.*
* *
*Crianças com limitações visuais e de audição podem achar mais difícil
aprender se as classes forem realizadas ao ar livre. As escolas podem ter
de providenciar salas adequadas se tiverem criança assim em suas classes,
especialmente quando as crianças estão apenas começando a ir para a escola.*