Por Patricia Almeida

Dois movimentos surgiram no Brasil propondo a unificação dos Jogos Paralímpicos com os Jogos Olímpicos. A ideia não é nova. Há anos ativistas do movimento das pessoas com deficiência questionam a separação dos dois eventos. A segregação existe, inclusive, nos Jogos Paralímpicos, onde atletas com deficiência intelectual, por exemplo, não têm oportunidade de competir, ficando limitados ao Special Olympics.

Unifica Jogos, Já!

sob fundo branco, letras vermelhas em caixa alta - UNIFICA JOGOS, JÁ! E UNIFY GAMES, NOW! abaixo das imagens os aneis olimpicos coloridos.

O Unifica Jogos, Já/Unify Games, Now!, criado por Flavio Scavasin, mas levado a cabo de forma colaborativa, tem uma página no Facebook convocando ativistas para que levem cartazes para os Jogos Paralímpicos no Rio defendendo a união dos dois eventos.

“Pedimos o apoio de todos aqueles que participarão das Paralimpíadas, com início no próximo dia 7!

Estamos (movimentos de pessoas com deficiência) em articulação pelo fim da segregação dos atletas com deficiência nesse grande evento esportivo.

Para isso, solicitamos que escrevam cartazes com as frases “UNIFICA JOGOS JÁ!” e “UNIFY GAMES NOW!” e divulguem sua torcida com esses dizeres através das hashtags #unificajogosja e #unifygamesnow.

Por que separados os dois jogos? Por que não fazer uma abertura única, com todos os atletas e paratletas e igualmente o fechamento?

Por que fazer que a Paralimpíada seja vista como “resto” da Olimpíada, se dá para fazer tudo junto, apenas aumentando os dias da competição, fazendo com que sejam disputadas todas as categorias. Afinal, já não é assim de certa forma? Ou um boxeador peso pena luta com um peso pesado?

Lembramos que um atleta não fica na Vila Olímpica por todo o período. Há os que chegam no início e se vão, para dar lugar a outros.

O mesmo deve ocorrer com atletas e paratletas, como prevêem todas as convenções internacionais, em especial, a Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas.”

https://www.facebook.com/UnifyGamesNow/?fref=ts

 

Integração entre Jogos Olímpicos e Paralímpicos

Ilustracao de medalha dourada rachada no meio. do lado esquerdo um bonequinho sem deficiencia leva a tocha, com o simbolo dos jogos olimpicos em baixo. Do lado direito um bonequinho cadeirante leva a tocha, com o simbolo dos jogos paralimpicos em baixo.

Já Consuelo Machado lançou o seguinte abaixo-assinado online no Change.org, em português, inglês e espanhol:

“A Rio2016 acabou – a chama olímpica foi apagou, foi extinta na cerimônia de encerramento!

A chama olímpica que veio de Olympia, Grécia, viajou pelo mundo cruzando terra e mar, atravessou países inspirando as pessoas com o espírito olímpico apagou antes do início dos Jogos Paraolímpicos!  E a cada 4 anos isso acontece, insultando o espírito humanístico das Olimpíadas!

Como podemos dizer que vivemos em um mundo inclusivo quando todos os 207 países que participaram da Rio2016 aceitam este apartheid: 2 eventos, 2 chamas, 2 cerimônias de abertura e duas cerimônias de encerramento – tudo atrelado a uma grande diferença de tratamento (patrocínio, preços, Cobertura na TV e até nos preços dos ingressos) demonstrando que existem 2 classes de eventos:  Os Jogos Olímpicos, um evento classe A, e os Jogos Paraolímpicos, um evento que fica com as sobras!

A separação enter jogos Olímpicos e Jogos Paraolímpicos é a prova real de que todas essas nações, não só o Brasil, não estão livres do preconceito e não são inclusivas como deveriam, apesar da maioria ter assinado a Convenção Internacional das Pessoas com Deficiência das Nações Unidas – esta segregação é um verdadeiro apartheid!

Aonde estão todos os jornalistas, os correspondentes internacionais, a multidão de torcida?  Todos já deixaram o Brasil e os Jogos Paraolímpicos ainda nem começaram! Todo o brilho das histórias de superação, ultrapassar os limites e o espírito Olímpico não são verdadeiras se o  próprio evento traz em si sua própria segregação e sua própria história de preconceito.

Os Jogos Olímpicos devem ser únicos e inclusivos, para todos.  Provavelmente seria necessário uma ou duas semanas a mais, alternando dias e datas para as competições e alongando o evento, mas a intenção é de integrar os dois eventos, com competições de atletas com diferentes  habilidades começando e terminando no mesmo dia, enquanto a única chama olímpica está acesa.  Essa é a coisa certa a fazer!  O espírito olímpico é  sobre unir TODAS as pessoas para celebrar esporte e cultura.”

https://www.change.org/p/international-olympic-comitee-integration-between-olympic-and-paralympic-games

O Business Insider publicou artigo recentemente com o título “Por que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos ainda são eventos separados?“, em que ouviu o Comitê Paralímpico Internacional, que explicou que os dois Comitês – Olímpico e Paralímpico – são organizações diferentes, mas que têm um acordo de cooperação para que os jogos ocorram em dois momentos diferentes, sendo promovidos de forma colaborativa até 2032.

A união pode não ser para agora, mas discussão sobre inclusão é sempre necessária e bem-vinda.

Fonte: Inclusive