logo do Projeto zero, em fundo branco, com letras verdes e uma muda de planta - por um mundo sem barreiras.

O Projeto Zero se dedica à divulgação de inovação, investigação e melhoria contínua sustentável para a vida das pessoas com deficiência.

Durante os últimos cinco anos, o Projeto Zero tem crescido significativamente e vem acumulando mais dados e insights do que nunca para compartilhar. Por isso, decidiu lançar “Inovações do Project Zero” – um resumo periódico de sobre inovações.

Transmissão online ao vivo da Conferência Projeto Zero
A Conferência Project Zero acontecerá de 10 a 12 de Fevereiro, em Viena, e será dedicada ao tema “Educação Inclusiva e Tecnologias de Informação e Comunicação.” 500 dos principais especialistas com e sem deficiência irão participar, apresentar-se e discutir práticas e políticas inovadoras. Haverá transmissão ao vivo online acessível, em inglês, de cada sessão na sala plenária, com legendas em tempo real, disponível on-line a partir de 10 de fevereiro, 10:00h no Brasil. Participarão os Brasileiros Antônio José Ferreira, Secretário Nacional da Pessoa com Deficiência, Claudia Werneck, da Escola de Gente e Alberto Argueles, da WVA editora. Veja a programação: http://zeroproject.org/zpc-programme-2016/

Sintonize em: http://webplayer.verbavoice.tv/webplayer/zero/Main.html

Relatório Zero  2016 online
A nova edição do Relatório do Projeto Zero 2016 reuniu dados valiosos sobre a situação das pessoas com deficiência. Focando em 30 indicadores sociais, mostra uma imagem detalhada da implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CDPD) em 129 países. Além disso, mais de 3.000 pessoas nominaram Práticas Inovadoras e Políticas. Cerca de 150 especialistas de rede global do Projeto Zero ajudaram a identificar os mais inovadores. Veja o relatório para download, em inglês em: http://zeroproject.org/wp-content/uploads/2016/02/Zero-Project-Report-2016-final.pdf

86 Práticas Inovadoras estão online
Na Armênia, ainda há uma abordagem segregada à educação dos jovens com deficiência, como na maioria dos países do mundo, mas a “Ponte da Esperança” está prestes a mudar isso através do apoio a escolas regulares e formação dos seus professores em métodos de educação inclusiva. Hoje, 2.200 crianças com deficiência já são educadas em escolas inclusivas. Outra prática inovadora, das 86 selecionadas, é a Rede Access Text, que liga as universidades americanas a quase todas as editoras universitárias americanas. Isso permite que as editoras forneçam livros didáticos para alunos com deficiência em um formato acessível de modo rápido e reduzindo os custos. Veja todas as 86 Práticas Inovadoras, em inglês, em: http://zeroproject.org/practice-type/innovative-practices-2016-on-education-and-ict/