Assimétricos no Ceará, texto acessível a seguir

O livro Assimétricos, de Andrei Bastos, será lançado na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, às 14h30m de 12 de dezembro, no Complexo de Comissões Técnicas, em Audiência Pública que discutirá Acessibilidade e Educação Inclusiva.

A realização é da Comissão de Educação e os requerentes são o deputado Professor Teodoro e a deputada Rachel Marques, aos quais o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José de Albuquerque, se juntou no convite para o evento.

Andrei Bastos teve sua vida e seus passos associados à indignação contra as injustiças sociais. Esse ativismo o levou desde cedo a uma vida de lutas, iniciada no movimento estudantil do final dos anos 60, quando também conheceu a prisão e as arbitrariedades da perseguição política. Nos dias atuais, Andrei se dedica a incansável militância na defesa do movimento pelos direitos das pessoas com deficiência e às minorias esquecidas pela sociedade.

Para Izabel Maior, médica, professora e ativista, ex-Secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, “o livro Assimétricos vai agradar e igualmente encetar uma boa polêmica”.

O cearense Andrei Bastos, 62 anos, é jornalista. Trabalhou nos jornais Correio da Manhã e O Globo, dirigiu sua própria empresa de comunicação, atuou nas ONG’s QualiVida, IBDD e Terra dos Homens, integrou a Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ, de 2008 a 2012, e, atualmente, integra a ONG Sociedade pela Responsabilidade Pública (SRP) e o Fórum Nacional de Educação Inclusiva.

Saiba mais em www.assimetricos.com.br