A representante da Down Syndrome International e da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, Patricia Almeida, e o delegado da Missão Brasileira na ONU, Conselheiro João Lucas Quental durante a plenária na ONU.
A representante da Down Syndrome International e da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, Patricia Almeida, e o delegado da Missão Brasileira na ONU, Conselheiro João Lucas Quental durante a plenária na ONU.

Com co-patrocínio de 78 países, o Brasil logrou que a Organização das Nações Unidas adotasse uma resolução que decide estabelecer o dia 21 de março (21/3) como o Dia Internacional da Síndrome de Down a partir de 2012.

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi instituído pela Down Syndrome International em 2006,  já sendo observado em mais de 60 países. O Brasil é um dos que realiza mais eventos na data e por essa razão a Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down (FBASD) pediu em 2010 o apoio do governo brasileiro para que a data entrasse no calendário oficial da ONU. O dia é simbólico porque se refere aos 3 cromossomos 21 que caracteriza a síndrome de Down (21/3).

O projeto ganhou força depois que o Senador Lindbergh Farias apresentou um projeto de lei no Senado para que a data entrasse para o calendário nacional.

Com fôlego renovado, a Missão do Brasil junto às Nações Unidas foi buscar apoio de outros países como co-patrocinadores do documento.

Esta tarde em reunião plenária da Terceira Comissão a proposta brasileira foi lida e adotada por consenso, tendo tido o apoio de mais de 80 países. Veja a lista completa dos países patrocinadores e o texto da resolução aqui.

Abaixo, assista o vídeo em que o delegado brasileiro, Conselheiro João Lucas Quental, apresenta a proposta.

Parte 1 – http://youtu.be/9ExxkNxpwYM

Parte 2 – http://youtu.be/GW3F7GPoGZc

Parte 3 – http://youtu.be/P2Go4QJMrKo

Fonte – Inclusive

Leia também: