Inclusive - alunos fazendo arte e pinturas no chão.

Abordar a questão da inclusão para além da simples integração dos alunos com necessidades educacionais especiais é o mais recente desafio que está sendo demandado no meio educacional.

Neste contexto Torres sediou o 1º Fórum de Educação Especial Inclusiva na sexta-feira (27/05), no auditório da Ulbra Torres. O evento integra o 2º Fórum Permanente de Educação Infantil e Educação Especial Inclusiva e tem a organização da Regional dos Conselhos Municipais de Educação do Litoral Norte. Participaram um público formado por professores de escolas públicas e particulares do Litoral Norte Gaúcho, entre eles a secretária de educação de Torres, Léa Gállio Gründler.

A palestra de abertura, ministrada pela professora Cristina Ramires, pontuou o objetivo do evento. “Não se pode confundir integração e inclusão”, advertiu a professora. “O conceito integração tem sido utilizado no sentido de levar as crianças com deficiências para o espaço escolar, enquanto inclusão significa escola para todos, direito que toda criança possui e que requer empenho e articulação de todas as instâncias da sociedade”, destacou.

O evento também proporcionou a interação e troca de experiências entre os participantes. “Fiquei muito satisfeita com o Fórum, pois além da abordagem técnica tive a oportunidade de conhecer realidades distintas para efetiva troca”, disse a professora Angélica Rodensbush.

Fonte: JC Torres