Inclusive - diversidade - palma de mão aberta com um dedo de cada cor

A investigadora Rosa Cabecinhas, da Universidade do Minho (UMinho), acaba de publicar em co-autoria, um estudo que contribui para compreender as diferenças culturais entre os povos. A investigação, realizada em 33 países, avança com conhecimentos que ajudam a promover o diálogo intercultural e um melhor entendimento dos processos de modelagem cultural.

As diferenças culturais são muitas vezes vistas como sendo absolutas e imutáveis, no entanto todas as culturas são dinâmicas e qualquer tentativa de categorização é necessariamente simplista e redutora, explica Rosa Cabecinhas. “Não devemos esquecer que todos os grupos culturais são heterogéneos, compostos por pessoas diversas”, acrescenta.

A investigação focaliza-se nas diferenças entre culturas “rígidas” e “flexíveis”, sendo que as primeiras têm normas sociais mais coercivas e níveis de sanção do comportamento desviante mais altos. Este modelo “rigidez/flexibilidade” faz parte de “um sistema complexo que envolve vários processos e exige diversos níveis de análise”, refere Rosa Cabecinhas.

“Resulta de factores como as ameaças históricas e ecológicas (alta densidade populacional, escassez de recursos, história de conflito territorial, ameaças ambientais), os processos psicológicos, o peso de situações quotidianas recorrentes, o nível de socialização das instituições…”, sublinha o estudo.

Rosa Cabecinhas é licenciada em Psicologia pela Universidade de Lisboa, mestre em Psicologia Social pelo ISCTE e doutorada em Psicologia da Comunicação pela Universidade do Minho. É professora no Instituto de Ciências Sociais da UMinho e investigadora no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS).

Participa em diversos projectos nacionais e internacionais, principalmente nas áreas da diversidade e comunicação intercultural, memória social, representações sociais, identidades sociais, estereótipos e discriminação social. Publicou trabalhos em várias revistas científicas nacionais e internacionais. É autora da obra «Preto e Branco: A naturalização da discriminação racial» (2007) e co-editora do livro «Comunicação Intercultural: Perspectivas, Dilemas e Desafios» (2008).
__________________

Fonte: Ciência Hoje.Pt