Programa interagencial de promoção da igualdade

Da PrimaPagina

Entrou no ar, nesta quinta-feira, um site elaborado por agências da ONU e órgãos do governo federal sobre gênero, raça e etnia. Ele traz notícias, vídeos, fotos e estudos ligados a esses temas, além de informações sobre o programa responsável pela criação do portal.

A página do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia expõe as linhas estratégicas do projeto (participação social, gestão pública e comunicação), lista as ações desenvolvidas e reúne material de apoio sobre suas temáticas-chaves.

O objetivo, segundo os organizadores do programa, é fazer do site um “ambiente de relacionamento, informação e consulta de dados sobre gênero, raça e etnia”. Para isso, utiliza conteúdo de diversas fontes — discursos do secretário-geral da ONU sobre mulheres e sobre indígenas, vídeo com entrevista com Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile e responsável pela recém-criada ONU Mulheres, artigos da coordenadora do programa, notícias sobre ações e eventos ligados aos temas do portal, documentos sobre desigualdades raciais e de gênero, publicações sobre emprego decente, saúde reprodutiva e tendências socioeconômicas.

O programa envolve seis agências da ONU: PNUD, OIT (Organização Internacional do Trabalho), UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas), UNIFEM (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher) e UN-HABITAT (Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos). Também fazem parte dois órgãos do governo federal: a Secretaria de Políticas para Mulheres e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. A iniciativa tem epoio do Fundo para o Alcance dos ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio), criado pelo governo espanhol.

A iniciativa foi criada com a finalidade de defender e propagar a incorporação da equidade de gênero e de cor/raça na gestão pública. O programa também está presente em outros meios digitais: Orkut, Facebook, Twitter e YouTube.

___________

Fonte: PNUD