A reporter Flavia Cintra, com seu laptop
A reporter Flavia Cintra, com seu laptop

Pois é, a novela acabou…

Viver a vida rompeu muitas barreiras. Mostrou pela primeira vez uma protagonista cadeirante de maneira realista e que não passou por milagrosa recuperação no final da novela. Abordou questões tabu como a vida afetiva das pessoas com deficiência e trouxe para o grande público a discussão sobre a importância da  acessibilidade. Exibiu depoimentos ricos e verdadeiros de pessoas que desafiaram os diagnósticos e prognósticos e seguiram em frente.

Foi com uma mistura de tristeza, por ver o foletim acabando, e emoção pelo espetáculo final de João Carlos Martins regendo a Nona Sinfonia de Beethoven, um ode à vida e à alegria, que vi o capítulo final. Vários dos protagonistas reais que contaram suas histórias apareceram assistindo à apresentação, junto com os atores e realizadores da novela.

Assim como Páginas da Vida foi um divisor de águas na caracterização de pessoas com síndrome de Down, Viver a Vida também vai ficar na história do Movimento das Pessoas com Deficiência. Sem ser panfletária nem chata, o tema da deficiência contou com consultores que conhecem o assunto para apoiar com a equipe liderada pelo autor Manoel Carlos.  Uma dessas pessoas foi a jornalista Flavia Cintra, encarregada de preparar a atriz Alinne Moraes, que viveu a personagem Luciana.

Para minha surpresa, hoje à noite o Fantástico apresentou uma nova repórter: Flavia Cintra. A nova contratada vai fazer matérias como qualquer outro profissional, mas, no lugar de destaque em que se encontra, sem dúvida ajudará a construir no inconsciente coletivo a imagem de que uma pessoa com tetraplegia pode muito bem trabalhar.

Além disso, esperamos que ela possa influenciar a partir de dentro a maior emissora do país no sentido de dar maior visibilidade aos direitos das pessoas com deficiência e também retratá-las com mais realismo e dignidade, sem apelação.  Quem sabe ela consegue que a sonorização de matérias que às vezes até são muito positivas, não sejam mais adornadas por musiquinhas piegas.  Melhor ainda se ela conseguisse apagar a cara de pena dos âncoras que apresentam qualquer notícia que tenha a ver com deficiência, inclusive no esporte paraolímpico.

É Flávia, a tarefa vai ser dura, mas você traz na bagagem muito mais do que apenas seu talento profissional.  Contamos com você para dar o melhor de si e continuar abrindo portas por onde quer que passe.

Boa sorte e conte com a Inclusive!

Patricia Almeida
Equipe Inclusive

Veja a primeira matéria da repórter para o Fantástico:

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1593588-15605,00-CERTAS+MAMADEIRAS+DE+PLASTICO+PODEM+FAZER+MAL+A+SAUDE+DO+BEBE.html

Para ver os depoimentos que Flavia Cintra e João Carlos Martins gravaram para a novela, clique no link abaixo:

http://especial.viveravida.globo.com/portal-da-superacao/

Leia também: